Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Skin em Glastonbury, 1999

Getty Images

Skin (Skunk Anansie): “A primeira vez que me senti bonita na vida foi quando rapei o cabelo”

"Agarrei numa máquina de cortar cabelo e rapei o cabelo todo. Olhei para o espelho e pensei 'Aí estás tu, finalmente'"

Skin, vocalista da banda britânica Skunk Anansie, recordou o momento em que decidiu rapar o cabelo e confessou que foi a primeira vez que se sentiu bonita. "Agarrei numa máquina de cortar cabelo e rapei o cabelo todo. Olhei para o espelho e pensei 'Aí estás tu, finalmente'. Senti-me empoderada; senti-me instantaneamente mais forte e bonita. Foi a primeira vez na minha vida que me senti bonita", disse a artista numa entrevista ao podcast "Elevenses with Danielle Perry".

Além de revelar que ficou noiva durante o confinamento, Skin falou ainda sobre aquilo que mais a apoquenta neste momento: "O que me deixa com mais medo é o facto de as pessoas se deixarem levar pelos seus lados mais negros. Vemos isso de tantas formas: racismo, sexismo, homofobia... Neste momento, é fácil as pessoas deixarem-se levar por um racismo suave, porque é um período confuso".

"Tenho medo que isso se torne uma resposta normal para as coisas", acrescentou, "em Inglaterra, chegámos a uma fase em que éramos muito mais abertos e muitos mais liberais na vida. Sinto que, not últimos anos, nos temos fechado e isso não é bom para nós e para as pessoas da minha comunidade. Literalmente no dia a seguir ao Brexit acontecer, a atmosfera alterou-se e aquela pequena percentagem de pessoas que não gostava de nós, de pessoas como eu, ganhou poder".