Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Selma Uamusse

Rita Carmo

Selma Uamusse: “Quem irá calçar os sapatos desta mulher? Quem irá calçar os sapatos de Cabo Delgado?”

Selma Uamusse, cantora nascida em Moçambique e radicada em Portugal, chamou a atenção, nas suas redes sociais, para a situação humanitária vivida no norte de Moçambique

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Selma Uamusse, cantora nascida em Moçambique e radicada em Portugal, que este ano lançou o álbum “Liwoningo”, usou as suas redes sociais para chamar a atenção para a situação humanitária vivida na província moçambicana de Cabo Delgado.

“Pelo Facebook partilhei um vídeo atroz de 'apenas mais uma situação' que aponta para a enorme violência que Cabo Delgado tem sofrido”, escreveu Selma Uamusse no Instagram, referindo-se a um vídeo onde se pode ver uma mulher a ser espancada e abatida com uma rajada de tiros.

“Deixo aqui a recomendação de duas páginas onde podem saber mais e também contribuir para ajudar as populações que têm sofrido com os ataques na região norte de Moçambique”, remata a autora de 'No Guns'.

No Facebook, Selma Uamusse acrescentou: “Não há prazer nenhum em partilhar estas imagens atrozes mas os relatos que chegam daqui e dali são demasiado chocantes para não se exigir justiça (...). Na passada sexta-feira juntámo-nos para interceder por Cabo Delgado mas há um longo caminho a percorrer... Quem irá calçar os sapatos desta mulher? Quem irá calçar os sapatos de Cabo Delgado?”.

Na semana passada, a Amnistia Internacional (AI) defendeu uma investigação independente às suspeitas de prática de tortura e outras violações de direitos humanos cometidas pelas forças de segurança moçambicanas em Cabo Delgado, no norte do país.

Hoje, vários eurodeputados portugueses exortaram a União Europeia a não ignorar este tema, durante um debate no Parlamento Europeu sobre a situação humanitária no norte de Moçambique.