Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Samuel Úria

Joana Linda

Samuel Úria: “Quando tinha bandas na adolescência não sonhava dar um concertão ou ir para o estrangeiro, mas sim tocar no liceu em Tondela”

“Tudo o que fui conquistando, por não ter sido programado nem sequer ter sido sonhado, é um lucro inacreditável”, confessa Samuel Úria no podcast Posto Emissor. Para ouvir aqui

Samuel Úria falou sobre o início do seu percurso musical no Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ, e revelou: "Quando tinha bandas na adolescência não sonhava em tocar no Estádio de Alvalade, dar um concertão ou ir para o estrangeiro. O objetivo máximo era tocarmos em eventos da Associação de Estudantes do liceu de Tondela.

"A música já era divertida sem esse tipo de ambições", continua o músico, que regressa esta semana aos álbuns com "Canções do Pós-Guerra", "tudo o que fui conquistando, por não ter sido programado nem sequer ter sido sonhado, é um lucro inacreditável. Não poderia ser mais feliz em qualquer outra profissão, de certeza absoluta". Ouça a partir dos 27'47.