Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Carolina Deslandes

Instagram Carolina Deslandes

Carolina Deslandes: “Se as palavras nos magoam, também nos podem salvar”

Carolina Deslandes reflete sobre a melhor forma de lidar com as adversidades. “Em cada livro que li, encontrei uma porta que me levou à saída de emergência da minha solidão”

Carolina Deslandes partilhou uma publicação sobre a importância da leitura no seu quotidiano e sobre a forma como cada leitor interpreta uma obra.

“Em cada livro que li, encontrei uma porta que me levou à saída de emergência da minha solidão. Às vezes uma porta aberta, sinalizada com linhas fluorescentes e manípulos metalizados. Outras vezes uma porta pequena, como as portas dos cães, próximas do chão. E tantas vezes um buraco, ou até uma brecha de luz. Dependia do livro, do grau de solidão, e da coragem. Mas encontrava sempre forma de fugir”, escreve a cantora portuguesa.

“Para as grutas das palavras, para o eco do que me ficava a pesar no peito, para as vidas das personagens imaginárias que me faziam companhia e me levavam às suas casas. É isto que a arte nos faz: dá-nos um lugar onde podemos pertencer. Um livro é um convite a um mundo singular e inteiro. O mesmo livro tem histórias diferentes para pessoas diferentes, pois cada um de nós vai encontrar a sua interpretação das palavras e ajustá-la à sua realidade”, considera Carolina Deslandes.

“Para cada mal um remédio, mas para evitar remédios, li livros. Gostava que dissessem: 'para cada mal um livro' para que entendêssemos que se as palavras nos magoam, também nos podem salvar”.

Esta semana, Carolina Deslandes lamentou as “mil e uma piadas” de que foi alvo após anunciar a sua separação do músico Diogo Clemente. “Não adianta de nada pregar o veganismo, a compreensão, ir fazer aulas de yoga e escrever frases inspiracionais nas vossas bios, se depois fazem piadas sobre o sofrimento dos outros”, escreveu no Instagram.