Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Metallica vão continuar a vender uísque apesar de alcoolismo de James Hetfield. “Se fosse diabético, podia continuar a vender doces”

A banda defende a sua decisão de continuar a vender um uísque de nome Blackened. “A luta do James com o álcool é um assunto pessoal”

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Os Metallica vão continuar a vender um uísque que criaram e ao qual chamaram Blackened, apesar de o seu vocalista, James Hetfield, estar a tentar curar-se de um problema de alcoolismo.

Em entrevista ao jornal Daily Star, o guitarrista da banda, Kirk Hammett, explica que "a luta" de James Hetfield "é um assunto totalmente pessoal, do ponto de vista mental e emocional. O facto de produzirmos, engarrafarmos e vendermos álcool é um facto independente dessa luta".

"Tu é que decides se bebes ou não. E acho que posso vender o que quiser. Se fosse diabético, não significava que não pudesse vender doces!" compara Kirk Hammett.

No ano passado, os Metallica tiveram de cancelar uma digressão na Austrália, para que James Hetfield pudesse entrar numa clínica de desintoxicação.

"Todas as semanas temos uma reunião virtual com ele. O James está a tentar sair daquela situação. A única coisa que podemos fazer é tentar apoiá-lo. Já sobrevivemos a muita coisa e tornámo-nos irmãos. Adoramo-nos uns aos outros, ainda que por vezes também nos odiemos. Mas os irmãos são assim mesmo. Sabemos que estaremos sempre ligados uns aos outros. Podia dizer que ia sair dos Metallica. E depois toda a gente olhava para mim e dizia: 'olha aquele tipo dos Metallica'", confessa ainda Kirk Hammett.