Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Luísa Sobral

Luísa Sobral: “Não sou de fazer aqueles posts só a partilhar uma imagem a dizer Black Lives Matter, não é a minha onda. Fiz uma canção”

Luísa Sobral escreveu uma canção sobre o assassinato do ator Bruno Candé e confessa que se emociona sempre que a canta

Luísa Sobral falou sobre 'Habitual', a canção que escreveu sobre o assassinato do ator Bruno Candé, e confessou que se emociona quando a canta.

"Não sou muito de redes sociais e daqueles posts só a partilhar uma imagem a dizer 'Black Lives Matter' ou assim", disse a artista em entrevista ao Observador, "não é que esteja errado, agora, não é muito a minha onda. Então, pensei que se queria dizer alguma coisa tinha de dizer através da música, que é aquilo que eu faço. E, pronto, fiz aquela mini-canção".

"Foi difícil pensar numa perspetiva. Como expor o que se passou?", assume, "então, fiquei ali com aquilo muitos dias na minha cabeça. Aliás, até tinha outra ideia, que era falar sobre uma nódoa negra, fazer uma analogia entre uma nódoa negra e o racismo, mas acabou por não ir por aí".

A artista, que foi mãe recentemente, diz também: "Custa-me mais cantá-la do que me custou escrevê-la. Eu agora também choro muito, mas chego ao fim e fico sempre um bocado emocionada. E, depois, a família dele escreveu-me e foi muito bonito. Acho que, às vezes, nesta profissão, e noutras, temos uma missão e eles disseram que eu pus em palavras aquilo que eles queriam dizer. Isso faz-me sentir muito bem, mesmo, porque assim sinto que estou a cumprir a minha missão”.