Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Manuel João Vieira

Rita Carmo

Manuel João Vieira (Ena Pá 2000) grava álbum de fados humorísticos. “Dá para ir de carro de Lisboa a Bragança sempre a ouvir o mesmo disco”

"Anatomia do Fado", de Manuel João Vieira, chega às lojas a 30 de setembro. "Não incluí no disco alguns fados pornográficos dos anos 70 que canto nos espectáculos porque senão daria para ir a Bragança e voltar"

Manuel João Vieira, dos Ena Pá 2000 e Irmãos Catita, vai editar a 30 de setembro o álbum duplo "Anatomia do Fado", que, segundo o músico, é composto por "antigos fados humorísticos" que começou a apresentar em palco com o grupo Lello Perdido. O disco, que traz o carimbo do Museu do Fado, assenta no reportório de Joaquim Cordeiro, exceto alguns temas originais e 'Tenho uma Casa Importante, de Neca Rafael.

"Escolher as canções foi o mais difícil e confesso que acabei por pôr músicas a mais", confessa João Vieira no comunicado de imprensa, "a única vantagem neste disco duplo é que dá para ir de carro de Lisboa a Bragança sempre a ouvir o mesmo disco. A desvantagem é a mesma. Não incluí no disco, porém, alguns fados pornográficos dos anos 70 que canto nos espectáculos porque senão daria para ir a Bragança e voltar e porque preferi fazer um disco praticamente sem aquelas palavras que não aparecem na rádio, o que é uma novidade para mim".

O músico confessa que teve "um ataque de afonia, anginas, tosse e rouquidão durante as gravações, pelo que a voz poderá não estar em estado cristalino, fora a canção da 'Freira' e o 'Fado Anarquista', gravados ao vivo". A acompanhar Manuel João Vieria, estão Vital da Assunção na viola, Arménio de Melo na guitarra ("salvo alguns temas muito bem gravados pelo Sandro Costa") e Múcio Sá no baixo acústico. Veja a capa do disco abaixo.

"Anatomia do Fado", de Manuel João Vieira

"Anatomia do Fado", de Manuel João Vieira