Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Corey Taylor: “Alguns membros dos Slipknot são uma cambada de miseráveis”

Palavras contundentes do líder dos Slipknot. “Estamos a viver um sonho há 20 anos, meu. O que se passa contigo?”

Corey Taylor deu uma entrevista à Kaaos TV, onde falou não só do seu novo disco como também das diferenças que existem, em termos de mentalidade, entre o seu trabalho a solo e nos Slipknot.

O músico referiu-se às sessões de gravação deste álbum como tendo sido "muito divertidas", já que foram feitas com a companhia e a ajuda de "tipos que conheço há quase 20 anos".

"Somos amigos, eu sabia o quão bons eles eram, mas também sabia que se iriam entusiasmar com o processo tanto como eu", disse.

"Cada dia era uma nova oportunidade para nos rirmos, para estares na companhia dos teus manos, passar um bom bocado a compor música. Não nos limitámos em nada. Estávamos muito entusiasmados por fazer um grande álbum rock. Foi uma experiência que não tive desde o primeiro disco dos Slipknot", em 1999.

Taylor chega mesmo a dizer que "a partir de agora, só quero fazer música desta forma", e deixa palavras bastante duras para com os seus colegas nos Slipknot: "Alguns membros são uma cambada de miseráveis".

"Há pessoas que não conseguem deixar de ser infelizes. É do tipo, estamos a viver um sonho há 20 anos, meu. O que se passa contigo?", continuou.

"Não percebo. De certa forma, mostrou-me que as escolhas de vida de certas pessoas podem ditar aquilo que se tornarão na vida, ao passo que eu faço música pelo mesmo motivo pelo qual a fazia quando era puto: porque adoro".

"As pessoas mudam, e certo dia acordas e alguém que conheces há 20 anos tem muito pouco em comum contigo. Não é que ainda não façamos boa música juntos, mas é diferente", rematou.