Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante. “Ficou um espetáculo, nada disto era assim. Epá, não sei onde é que arranjaram tantas cadeiras”

Com a música ainda à espreita, a festa na Quinta da Atalaia começou calma e espaçosa, sem ajuntamentos mas com alguma amargura em relação à polémica das últimas semanas. A mensagem é clara: “com a saúde não se brinca” e “para o partido não há impossíveis"

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Avante também é música. No Palco Paz, uma jovem de colete fluorescente vai dançando aos ritmos de Havana dos G-Combo - uma das primeiras bandas a atuar nesta edição, e que parece estar cientes dessa responsabilidade. A jovem encaminha uma família com um carrinho de bebé para um sítio, avisa um jovem que não pode entrar na plateia a beber uma cerveja, continua a dançar enquanto a tarde acaba e a noite começa. Aos poucos as cadeiras começam a ficar preenchidas, mais pessoas se juntam ao ritmo, surgem as primeiras palmas a marcar o tempo. "Son de Havana que te quiero cantar", exclama a banda no palco. A festa do Avante ainda está a começar.

Na Quinta da Atalaia, as cadeiras nunca mais acabam. Às 18h, prolongam-se pelo espaço à espera de gente. As pessoas ainda não apareceram, o recinto está a aquecer, e o sol aperta. Do lado direito da estrada, uma das primeiras barracas depois da entrada principal tem o antídoto perfeito: uma esplanada bem protegida por uma sombra extensa. Fora do alcance das árvores, uma mulher está à face da estrada, protegida do vírus por um avental e máscara, e de desinfectante em punho. Está bem disposta, entusiasmada, irrequieta, vai cumprimentado as poucas pessoas que passam em direção ao palco principal. “Está tudo bem? Acabaram de chegar? Bem-vindos! Precisam de alguma coisa? De ser desinfetados?”, e sorri, e volta a olhar em redor pelas mesas, e assim que alguém se levanta aproxima-se, recolhe os copos de imperiais já mortos, esfrega a mesa com convicção. “Amanhã vou estar junto ao Palco 25 de Abril! Boa festa!”, diz, na hora da despedida.

Festa do Avante, Amora, Seixal

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

O Palco 25 de Abril é um mar de cadeira vazias, mas José António olha para as luzes envergonhadas do palco sem desviar o olhar. Primeiro, não quer falar. Depois, lá reage. “O que acho disto? Diga-me você!”, e aponta para o mar de cadeiras vazias e depois para o caminho onde os festivaleiros vão seguindo com tempo e calma, cumprindo os circuitos que as setas no chão indicam. “Estou aqui desde as duas da tarde. Sou militante e não sabia como é que estavam a preparar isto. Até eu estou impressionado. Ficou um espetáculo, nada disto era assim. E sabe que mais? Foi preciso sacrifício e trabalho.” Um primeiro sorriso de orgulho. “Epá, não sei onde é que arranjaram tantas cadeiras… Mas para o partido não há impossíveis.”

Era inevitável: a conversa desagua rapidamente na “campanha política que fizeram contra o partido.” José António é militante “desde sempre”, até já foi funcionário do partido: estas são as informações essenciais. Depois, o resto: tem 76 anos, é reformado da construção civil, vive no Vale da Amoreira. “99,9% das pessoas que aqui vêm são pessoas do povo. Acha que quem era contra a festa fazer-se era do povo? Ou se preocupa com a saúde do povo?” E volta a acalmar-se. “Era preciso mais segurança e isso foi cumprido. Há muita gente de idade, muitas crianças, muitas famílias. Com a saúde não se brinca.”

Festa do Avante, Amora, Seixal
1 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
2 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
3 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
4 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
5 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
6 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
7 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
8 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
9 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
10 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
11 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
12 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
13 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
14 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
15 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
16 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
17 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
18 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
19 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
20 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
21 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
22 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
23 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
24 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
25 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
26 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
27 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

"Amália, Amor e os Poetas", Ana Sofia Varela - Festa do Avante, Amora, Seixal
28 / 32

"Amália, Amor e os Poetas", Ana Sofia Varela - Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

"Amália, Amor e os Poetas", Cidália Moreira - Festa do Avante, Amora, Seixal
29 / 32

"Amália, Amor e os Poetas", Cidália Moreira - Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

"Amália, Amor e os Poetas", Cidália Moreira - Festa do Avante, Amora, Seixal
30 / 32

"Amália, Amor e os Poetas", Cidália Moreira - Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
31 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Festa do Avante, Amora, Seixal
32 / 32

Festa do Avante, Amora, Seixal

Rita Carmo

Às 19h, a música ambiente pára por momentos e surge a voz de Jerónimo de Sousa. Algumas pessoas no passeio interrompem a marcha. Os mais velhos ouvem, de cabeça baixa e olhos concentrados. Mas é difícil seguir as palavras do secretário geral. O som falha, vai e volta, a música que devia ser silêncio surge, alguém a quer desligar e não consegue. O discurso segue intermitente, mas a concentração da experiência persiste. A aproveitar a sombra de árvores pouco coloridas, três homens estão sentados em bancos de madeira. Não se conhecem, estão afastados, e um deles está em tronco nu, com a camisola ao lado. Quando Jerónimo se despede - "viva a festa do avante, viva o PCP" - ouvem-se uns vivas sentidos, alguma juventude na estrada acorda, ensaia uns gritos enérgicos. O senhor em tronco nu não. Anui com a cabeça, murmura algo que o distanciamento social não permite saber, ergue ao de leve a mão. Veste a camisa clara com calma, coloca mãos nos joelhos, levanta-se, segue viagem.

Não quer falar, não quer falar, é muito cedo, agora não. “É para que órgão? Não quero dizer nada.” Não tem problema nenhum em ser identificado, mas não quer. “Só uma coisa. Estive de férias, andei pelo país todo, dormi em bangalôs, estive em centros comerciais, tudo cheio de gente. E depois implicam com isto? Não há direito.” Veio de Guimarães, é de Lordelo, não diz o nome. A conversa resvala para a política, mas mantém a disciplina. “Eu não quero dizer nada. Aproveita a festa. E olha... Avante!".

Hoje há fados, amanhã há de tudo um pouco.