Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Com covid-19, vocalista dos Devo passou 18 dias nos cuidados intensivos. Perdeu o juízo, tentou fugir e agora conta a história

“É fácil perder o sentido de onde estás e porque estás ali. Não fazia ideia de que tinha passado 10 dias ligado a um ventilador. Se conhecem alguém que esteja internado, contactem-no para que ele mantenha contacto com o mundo cá fora”, conta Mark Mothersbaugh. Um relato que impressiona

Mark Mothersbaugh deu uma entrevista ao jornal The Los Angeles Times, onde falou da sua experiência com a covid-19.

O vocalista dos Devo esteve 18 dias internado nos cuidados intensivos do hospital Cedar-Sinai, em Los Angeles, no passado mês de junho, tendo chegado a lutar pela vida - e perdendo parte das suas capacidades cognitivas.

"Durante duas semanas, andei convencido de que alguém me tinha batido com um tijolo na cabeça", contou. "Sentia o sangue do impacto. Acreditava que uns miúdos me venderam a uma empresa de ambulâncias, que tinham recebido dinheiro para transportar pacientes com covid para os hospitais".

O estado mental de Mothersbaugh agravou-se de tal forma que, certo dia, o músico tentou fugir do hospital. O seu plano acabou por não dar frutos após ser preso à cama pelas enfermeiras presentes.

Hoje, bem de saúde, Mothersbaugh tem sobretudo um conselho para quem tenha familiares ou amigos internados com covid-19: "Se conhecem alguém que esteja internado, contactem-no para que ele mantenha contacto com o mundo cá fora", disse.

"É fácil perder o sentido de onde estás e porque estás ali. Não fazia ideia de que tinha passado 10 dias ligado a um ventilador. O tempo não queria dizer nada".