Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Donald Trump

Getty Images

‘Hallelujah’ de Leonard Cohen encerra convenção de Trump

No encerramento da Convenção Nacional Republicana, durante a qual Donald Trump aceitou ser recandidato à presidência dos Estados Unidos, ouviu-se duas vezes 'Hallelujah', de Leonard Cohen

'Hallelujah', uma das canções mais celebradas de Leonard Cohen, foi a escolhida para o encerramento da Convenção Nacional Republicana, durante a qual Donald Trump aceitou ser recandidato do Partido Republicano à presidência dos Estados Unidos, na noite desta quinta-feira, em Washington D.C..

Enquanto se ouviam duas versões diferentes de 'Hallelujah', uma na voz da cantora Tori Kelly e outra na voz do cantor de ópera Christopher Macchio, viu-se fogo-de-artifício em torno do Monumento a Washington. Pelo meio, escutaram-se, também, os temas 'She's a Grand Old Flag' e 'God Bless the USA'.

Kelly escreveu no Twitter que não recebeu qualquer pedido de autorização para a utilização da sua versão (tendo, entretanto, apagado a mensagem). Recorde-se que foram já vários os músicos e bandas a acusar Trump de utilizar canções sem pedir permissão, entre os quais estão os Queen, Rolling Stones ou Neil Young, que decidiu mesmo processar o atual presidente dos Estados Unidos.