Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Salas de espetáculos passam a ter acesso a apoios do turismo

Reveladas medidas para ajudar salas de espetáculos, cinemas, museus e parques de diversões itinerantes, no âmbito da pandemia de covid-19

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

As salas de espetáculos, cinemas e espaços de diversão itinerante vão ter acesso à linha de apoio às microempresas do turismo, criada em março para ajudar a combater o impacto da pandemia de covid-19.

Do despacho normativo do reforço da linha do Turismo de Portugal, constam mais oito atividades económicas, entre as quais museus; exploração de salas de espetáculos e atividades conexas (incluindo cinemas, auditórios, coliseus, teatros e cine-teatros) e parques de diversões itinerantes, noticia a edição desta quinta-feira do jornal "Público".

Porém, à exceção dos museus, as empresas só se podem candidatar ao apoio se forem "desenvolvidas por empresas de animação turística e registadas no registo nacional dos agentes de animação turística". As empresas terão também de se manter em funcionamento durante "o período de reembolso do financiamento".

Outra novidade é que 20% do valor do empréstimo pode ser concedido a fundo perdido, desde que se conservem os postos de trabalho.

O valor máximo por candidatura é de 20 mil euros (750 euros por mês por cada trabalhador, multiplicado pelo período de três meses).