Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Sharon Stone

Instagram Sharon Stone

Sharon Stone: “Este é o quarto de hospital da minha irmã Kelly, que tem lúpus e covid-19. Usem máscara, por vocês e pelos outros”

“Por favor, acendam velas pela minha irmã e pelo seu marido, o meu querido amigo Bruce”, escreveu nas redes sociais a atriz norte-americana, que esta segunda-feira confessou estar a passar por uma situação dramática: já perdeu dois familiares para o novo coronavírus

Antes de publicar a emotiva mensagem em vídeo através da qual revelou ter perdido dois familiares para a covid-19, a atriz Sharon Stone partilhou imagens da irmã e do cunhado, que também se encontram a lutar contra o vírus.

"Por favor, acendam velas pela minha irmã Kelly e o seu marido, o meu querido amigo Bruce", pode ler-se numa mensagem que serve de legenda a uma imagem partilhada por Kelly, que evoca o dia em que esta entrou em confinamento, pensando não vir a ter contacto com o vírus. "Isto somos nós a 13 de março. Viajámos para o nosso paraíso no Montana. Pensámos que a covid-19 não poderia encontrar-nos. Não fizemos compras, não fizemos festas, mal vimos um ser humano. Agora estamos a lutar para respirar. Não queiram ter covid-19".

Paralelamente, a atriz partilhou outra imagem, agora do quarto onde a irmã se encontra neste momento hospitalizada. "A minha irmã Kelly, que já tinha lúpus, agora tem covid-19. Este é o seu quarto de hospital. Um de vós, os não utilizadores de máscaras, fez isto. Ela não tem sistema imunitário. O único sítio onde esteve foi a farmácia. Não há testagem no nosso condado [do estado de Montana] a não ser que se seja sintomático. E depois são cinco dias de espera pelos resultados. Conseguirias enfrentar este quarto sozinho? Usa uma máscara. Por ti e pelos outros. Por favor", escreveu a atriz.

Com emoção na voz, Stone contou esta segunda-feira que a avó e a madrinha faleceram da doença e que, nos últimos meses, a sua mãe foi submetida a várias cirurgias, na sequência de vários ataques cardíacos, não tendo sido submetida a qualquer teste de covid-19.

A profunda insatisfação é dirigida ao governador e às entidades de saúde do estado de Montana, mas sobretudo ao presidente dos EUA, Donald Trump, que a atriz culpa pelo seu luto e de outras família e denomina de "assassino". O vídeo termina com um pedido para que, nas eleições de novembro, o voto seja dado a Joe Biden.