Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rui Veloso

Rui Veloso: “Não tenho fé em Deus. E também não tenho lá muita no ser humano”

“Lidei com muita gente que não me fez bem nenhum”, afirma Rui Veloso, revelando a sua falta de crença tanto nas matérias divinas como nas terrenas

Rui Veloso falou sobre a sua falta de crença em Deus numa entrevista à revista Notícias Magazine. Depois de recordar os momentos em que esteve perto da morte, "uma delas com um princípio de septicemia", o músico confessou que nem isso o fez deixar de ser ateu: "não tenho fé em Deus. E também não tenho lá muita no ser humano".

"Desilusões todos temos na vida. Vai-nos acontecendo. Vamos ficando a conhecer os caminhos, a deitar fora o joio", explicou-se Veloso, "lidei com muita gente que não me fez bem nenhum. A certa altura temos noção de que perdemos muito tempo com coisas insignificantes. Fica o mais importante. Ficar em casa a ler um livrinho, por exemplo".

As declarações chegam depois de o músico falar sobre a forma como lida com a passagem do tempo: "é uma chatice. Envelhecer e ver envelhecer. Perdi o meu pai há um ano. Foi-se apagando. Ficando cada vez mais triste. Tinha medo de cegar. Não queria morrer sem luz. Já vejo o meu pai na minha pele e nas minhas mãos. Já vejo o meu pai em mim. Essa passagem do tempo traz-me a necessidade enorme de fazer coisas que não fiz. De mudar. Viajar mais, ler mais. Tenho ali uma estante enorme de livros que gostava de ler".

Recorde-se que Rui Veloso foi convidado do Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ, no início de julho, tendo falado sobre o facto de fazer parte do grupo de risco, no que diz respeito à covid-19, devido a ter um enfisema".