Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Mariah Carey

Irmã de Mariah Carey processa mãe de ambas por “abusos sexuais em rituais satânicos”

Alison Carey, irmã de Mariah Carey, vai levar a mãe a tribunal por, alegadamente, ter permitido que fosse abusada sexualmente quando era criança

Alison Carey, irmã mais velha de Mariah Carey, processou a mãe de ambas, Patricia, por alegadamente ter abusado sexualmente dela quando era criança. Os abusos, segundo Alison, hoje com 57 anos, terão ocorrido no contexto de "rituais satânicos", explicando na documentação apresentada num tribunal nova-iorquino, que Patricia a obrigou a manter "atos sexuais com estranhos" quando tinha 10 anos.

"A mãe da queixosa permitiu e encorajou pessoas do sexo masculino, cujas identidades são neste momento desconhecidas, a participar em atos sexuais quando a queixosa tinha apenas 10 anos", lê-se no processo, citado pelo jornal britânico The Sun. Os supostos atos sexuais são especificados como "agressão sexual em primeiro grau".

Alison diz também que foi forçada a assistir aos abusos de outras crianças, que estariam integrados em "reuniões satânicas a meio da noite que incluíam rituais de sacrifício". A irmã de Mariah diz que os abusos lhe causaram problemas de stress pós-traumático e depressão e isso a levou ao consumo de drogas lícitas e ilícitas "para tentar apagar memórias horríveis", querendo ser indemnizada pelos danos físicos e psicológicos.

Recorde-se que Mariah não mantém qualquer contacto com a irmã, que no passado foi detida por prostituição, é seropositiva e já acusou por diversas vezes a família de a ter abandonado. Até ao momento, a cantora não se manifestou sobre as novas acusações da irmã dirigidas à mãe de ambas.