Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Está com um “bloqueio criativo”? Fale com Nick Cave

A solução para a falta de inspiração, segundo um dos maiores escritores de canções

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Nick Cave deu, no seu site, conselhos sobre como contornar o bloqueio de escritor.

Segundo o australiano, "essa falta de movimento, essa impotência" podem levar um escritor de canções ao desespero.

"Nessas alturas complicadas, o que tens de pensar, por muito difícil que seja, é: quando as letras não estão a vir, elas estão a vir. Demorei muitos anos a aprender isso e ainda hoje tenho dificuldade em lembrar-me".

Para Nick Cave, as letras "estão sempre a vir. Estão sempre em suspenso. Estão sempre a caminhar para nós. Mas por vezes têm de percorrer uma longa distância para cá chegarem. Elas avançam pelo terreno acidentado da experiência, lutando para chegarem à nossa caneta".

A seu tempo, acredita o homem dos Bad Seeds, as letras aparecerão "vindas da memória ou da parte da nossa mente que fica no oposto do momento que vivemos", pondo assim termo à angústia da espera.

"A nossa tarefa é simultaneamente simples e extremamente difícil. É permanecer paciente e vigilante e não perder o ânimo - pois nós somos o destino [das letras]. Somos os portais dos quais a ideia explode, impelida pelo seu desejo de chegar. Somos os reveladores, os instrumentos vivos através dos quais a ideia se anuncia, mas somos também a espera, a dúvida e a preocupação. Somos todos estas coisas - somos os songwriters".

Pode ler a resposta de Nick Cave aqui.