Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rui Veloso

Arlindo Camacho

Rui Veloso explica rutura com Carlos Tê. “Coisas de egos. Quando ele dá entrevistas, evita falar de mim. Eu não faço isso”

Rui Veloso fala do fim da parceria com Carlos Tê, responsável pelas letras dos seus grandes sucessos. Quando passam 40 anos do marcante “Ar de Rock”, o músico lamenta não poder continuar a colaborar com o letrista

Rui Veloso explicou o fim da sua parceria com Carlos Tê, responsável pelas letras de grandes clássicos como 'Chico Fininho', ´Máquina Zero', 'Porto Sentido' ou 'Lado Lunar'. Em entrevista à revista Notícias Magazine, o músico confessa que o ex-parceiro criativo "puxava o melhor" de si antes de dizer: "as coisas acontecem. Coisas de egos".

"Ar de Rock", o álbum de estreia de Veloso, editado em 1980, marcou o início da parceria criativa. "Calhou bem. Tínhamos gostos parecidos e queríamos imenso ver as coisas a aparecer", recorda o músico, "o nosso drive era esse: construir canções do nada, fazer arranjos, regravá-las e cantá-las ao vivo. Havia nos dois uma sede brutal de fazer coisas. Fazer, fazer. fazer".

"Sempre dei relevância ao trabalho do Tê, que foi muito importante", continua, "tantas vezes lhe dizia 'as letras são tuas, fala tu delas'. Os jornalistas faziam-me perguntas a que não sabia responder. Sabia lá eu quando surgiam e em que circunstâncias, se ele estava aqui ou acolá. Quando vinha ter comigo, já as trazia. Mas não adiantava nada. Ele recusava as entrevistas".

Questionado sobre se haverá forma de voltarem a trabalhar juntos, se "há conserto", Veloso não hesita: "por mim, há. Pelo Tê, não me parece. Quando dá entrevistas evita falar de mim e ao fazê-lo está a desvalorizar o trabalho que fez comigo. Eu não faço isso. Canto as letras dele, não posso desvalorizar o seu trabalho. É o caminho que ele quer seguir. Creio que é um período encerrado da vida dele e pronto. É assim".

Recorde-se que Rui Veloso foi convidado do Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ, no início de julho, tendo também abordado a parceria para dizer: "o Carlos Tê desligou-se, foi à vida dele. Fica difícil cantar qualquer coisa". Recorde as suas declarações.