Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Manel Cruz

Fernando Veludo

Manel Cruz, dos Ornatos Violeta: “Chega é para os preguiçosos. Ia dizer covardes, mas isso somos todos”

O vocalista dos Ornatos Violeta - que no ano passado lançou o álbum a solo “Vida Nova” - resumiu numa publicação nas redes sociais o que pensa sobre o nome do partido liderado por André Ventura

Numa publicação nas redes sociais Facebook e Instagram, Manel Cruz emitiu a sua opinião sobre o partido Chega, designando a mensagem implícita no nome do partido como sendo “para preguiçosos”.

A voz dos Ornatos Violeta e senhor, a solo, de “Vida Nova”, lançado em 2019, escreve que "o nome 'Chega!', para quem discorre sobre as intenções da comunicação publicitária, é a evidência formal da estratégia populista do partido em questão". Trata-se, segundo Cruz, de "uma espécie de proposta de birra a quem quiser recusar-se a continuar a evoluir".

"Não diria o mesmo se o nome fosse 'coragem!'", acrescenta o músico do Porto, "porque é precisa muita coragem para nos propormos desmontar os nossos preconceitos e medos, e para não desistir do 'projecto humanidade' nos momentos difíceis”.

"Chega", conclui, "é para os preguiçosos (ia dizer covardes, mas isso somos todos)".