Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Britney Spears

Getty Images

Pai de Britney Spears garante que a filha não precisa de ser salva. "O mundo não faz ideia do que se passa"

Jamie Spears, pai de Britney Spears, respondeu àqueles que acreditam que a cantora precisa de ser salva da sua influência

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Jamie Spears, pai de Britney Spears, respondeu às acusações de que exerce um poder indevido sobre a sua filha.

Para Spears, de 68 anos, o movimento #FreeBritney é "uma anedota" e os seus apoiantes são amantes de "teorias da conspiração".

"Essas pessoas não sabem nada. O mundo não faz ideia do que se passa. O tribunal da Califórnia é que tem de decidir o que é melhor para a minha filha. Mais ninguém tem nada a ver com isso", afirmou Jamie Spears ao Page Six.

O pai de Britney Spears refuta também as acusações de que rouba dinheiro à filha ("Tenho de declarar ao tribunal todos os tostões que gasto, como é que conseguiria roubar alguma coisa?") e sublinha: "Adoro a minha filha. Adoro os meus filhos. Mas isto é um assunto nosso, é privado".

Desde 2008, após o colapso nervoso de Britney Spears, que Jamie Spears é o guardião das suas finanças.

Recentemente, o irmão de Britney, Bryan, negou que a irmã esteja sob qualquer tipo de 'cativeiro' indevido por parte do pai. Mas cerca de 250 mil pessoas assinaram uma petição que defende que a norte-americana possa reaver o controlo das suas finanças.