Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Billie Eilish

Billie Eilish: “Li demasiados comentários de parvalhões arrogantes e fartei-me. Chegou o momento em que precisei de gritar”

Numa nova e sumarenta entrevista, Billie Eilish fala sobre a forma como se cansou de ler comentários com os quais discordava e decidiu começar a marcar a sua posição nas redes sociais "gritando"

Billie Eilish regressou na semana passada com o single 'My Future' e deu uma entrevista ao radialista Zane Lowe durante a qual falou não só sobre o processo criativo da nova canção como sobre o momento em que decidiu começar a defender as causas em que acredita, de forma mais assertiva, nas redes sociais.

"Antes pensava 'oh, o que digo a isto? Será que vou...' e isso irritou-me", começou por dizer a artista norte-americana de 18 anos, "li demasiados comentários de parvalhões arrogantes e fartei-me. E achei que não ia mais escolher as minhas palavras de forma educada. Decidi que ia gritar com esses filhos da mãe porque eles precisam que gritem com eles. Podia tê-lo feito muito mais. Mas sim, acho que chegou aquele ponto em que precisei mesmo de gritar".

Sobre 'My Future', Eilish diz que é sobre "crescimento" e sobre aprender a estar sozinha, revelando que foi escrita em apenas dois dias. "Passei anos e anos a apoiar-me noutra pessoa. E assim que não tinha essa pessoa, encontrava outra. E nem estou a falar de relações. Estou a falar de tudo. Nunca conseguia estar sozinha. Não conseguia suportar a minha companhia por muito tempo", confessa, "precisava de crescer e de um momento para mim própria. E tive-o. Foi muito difícil. É muito mais difícil do que se possa pensar".

Questionada sobre a forma como vê o futuro em período de pandemia, a artista defende: "é difícil encontrar esperança neste momento, mas ainda há esperança. Vamos sair disto. Percebes o que quero dizer? Pode levar anos, mas eventualmente vamos ficar bem". Veja ou reveja o vídeo de 'My Future' abaixo.