Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Nick Cave queria um piano de cauda grátis mas não sabiam quem ele era

“Quem é Nick Cave? O ator?”. A história é contada de forma bem-humorada pelo próprio. Isto é, pelo músico

Nick Cave partilhou mais uma história curiosa com os seus fãs, através do website Red Hand Files.

Questionado sobre o piano de cauda que tocou em "Idiot Prayer", filme-concerto gravado durante o período de isolamento, o músico australiano revelou que se trata de um Fazioli, fabricado em Itália.

Encantado com o instrumento, que disse ser "o mais belo" que já tocou, Cave procurou obter um exemplar junto da marca, mas não teve sucesso.

"Disse ao meu agente que estava na hora de vender a minha alma. Para me conseguir um Fazioli de borla", explicou. A conversa entre agente e representantes da marca não correu, contudo, da melhor forma - com Nick Cave a ser confundido, até, com o ator Nicholas Cage.

"O meu agente disse-lhes: ele é o maior escritor de canções da sua geração. Um dos pilares da música moderna. Um tesouro nacional. Há milhões de pessoas, incluindo italianos, que o adoram. E a senhora ao telefone perguntou-lhe o que ele queria. 'Bem, um piano de borla'. Desligou-lhe na cara", contou.

Mais tarde, Cave ligou ao seu agente para lhe perguntar como tinha corrido a transação: "Bem, parece que eles têm uma política inflexível no que toca a oferecer pianos de 220 mil euros a gente que não conhecem".