Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Ellen DeGeneres

FOX

Acusações de “clima de medo” e “ambiente tóxico” no programa de Ellen DeGeneres

Racismo, abusos verbais, pouca tolerância para problemas familiares, tentativas de silenciar trabalhadores e substituição de funcionários sem aviso: de tudo isto é acusada a produção do programa de TV de Ellen DeGeneres

A produção do talk show de Ellen DeGeneres está a ser alvo de uma investigação interna depois de virem a público queixas de antigos e atuais trabalhadores do programa de televisão.

A WarnerMedia, responsável por "Ellen DeGeneres Show" resolveu dar início à investigação poucos dias depois de acusações de "ambiente tóxico" no estúdio onde decorrem as gravações surgirem num artigo do site Buzzfeed.

Os rumores de abusos verbais e racismo por parte da produção do programa correm há anos, mas agora ganham nova dimensão com os referidos funcionários a falarem de tentativas de silenciamento, substituição sem aviso prévio e pouca tolerância a problemas familiares.

Uma das ex-funcionárias foi despedida depois de ter estado de baixa na sequência de uma tentativa de suicídio e outra, negra, sofreu de bullying depois de se mostrar contra o uso da expressão "spirit animal" (animal espiritual).

Estas acusações visam a equipa de produção e não a própria apresentadora, mas alguns dos funcionários dizem que se o programa é dela e tem o seu nome deveria estar mais "envolvida" no que se passa em seu redor.

Três dos produtores, Ed Glavin, Mary Connelly e Andy Lassner, prometeram, em declarações ao Buzzfeed, melhorar a sua postura.