Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Salvador Sobral: “Irrita-me a americanização do mundo”

Salvador Sobral aproveitou o confinamento para escrever numerosas canções, “de forma autobiográfica” e sobretudo em português. “Também escrevo em inglês, mas irrita-me a americanização do mundo”. Para ouvir no Posto Emissor

Convidado do Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ, Salvador Sobral contou que aproveitou o confinamento provocado pela pandemia de covid-19 para escrever canções.

“Escrevi muita coisa que tinha cá dentro para dizer e não sabia”, confessa o músico português. “Compus umas 17 canções - que se aproveitem são umas oito. A maioria é em português. Também escrevo em inglês, mas irrita-me a americanização do mundo”, diz.

Para saber mais, ouça a partir dos 4m 18s.

Em agosto, Salvador Sobral dá seis concertos, de três projetos diferentes, no Maria Matos, em Lisboa.