Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rufus Wainwright

“Tenho um cantinho especial para as drogas no meu coração”. As confissões de Rufus Wainwright

Rufus Wainwright falou sobre os seus problemas com drogas e álcool numa entrevista reveladora

Rufus Wainwright confessou que guarda "um cantinho especial para as drogas" no seu coração numa entrevista à revista britânica Attitude. O músico de 46 anos, que acaba de editar o álbum "Unfollow the Rules", nunca escondeu os seus problemas com drogas e álcool e falou sobre a forma como conseguiu acabar com a dependência, dizendo que "aprendeu" muito com a experiência.

"Tenho um cantinho muito especial para as drogas no meu coração no sentido em que admito, admiro e defendo, de muitas formas, a história decadente do mundo gay masculino", começou por explicar Wainwright, "é algo que ainda considero fascinante e importante, em termos culturais. As batalhas, os triunfos e as tragédias que isso acarreta".

Refletindo sobre a sua experiência pessoal, o músico disse: "é fascinante entrar nesse espectro e experimentar isso, passar por isso tudo, coisa que fiz de forma bastante honesta, mas o mais fascinante é sair disso e crescer com isso". "Claro que penso que é um problema, especialmente nos dias que correm, com alguns homens gay a ficarem presos nesse turbilhão sem conseguirem usar a energia que lhes é dada por essa decadência para crescerem".

Sobre aquilo que o ajuda a manter-se longe das substâncias, Wainwright destaca o papel da família, "ter tantas pessoas fantásticas na minha vida, como o meu marido, a minha filha - somos uma família muito unida -, faz com que tenha todo o apoio de que preciso".