Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Os Lady Antebellum têm um novo nome e agora querem processar quem já se chama assim há 20 anos

Uma história que acaba de conhecer um volte-face inesperado: depois de mudar para um nome que já existia, a banda norte-americana quer processar quem já o detinha

Os Lady Antebellum, que recentemente alteraram o seu nome para Lady A, não conseguiram chegar a acordo com a cantora blues Anita White, que usa esse mesmo nome há 20 anos.

Dado o sucedido, a banda decidiu processar a cantora pelos direitos sobre o nome em questão. Os (agora) Lady A registaram-no em 2010, segundo documentos obtidos pela Billboard.

Anita White terá pedido aos Lady A uma soma "exorbitante" pelos direitos sobre este nome (8,8 milhões de euros, diz a banda), algo que estes não aceitaram, avançando esta semana com uma ação em tribunal.

Oa Lady A não pretendem, no entanto, que Anita White deixe de usar o nome Lady A, e sim que o possam utilizar também eles.

A cantora já reagiu ao processo, confirmando que pediu a soma supracitada ao grupo e dizendo, em comunicado, que iria doar metade a artistas negros independentes.

"Valho muito mais que isso, independentemente do que eles pensem", continua. "Mas este é mais um caso de uma pessoa branca a tentar tirar algo a uma pessoa negra, mesmo que diga que esteja a tentar ajudar".

"Se querem fazer ativismo ou ser um aliado, ajudem os que são oprimidos. Isso pode significar desistir de algo, porque eu ão vou ser apagada", remata.