Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Kasabian admitem que despediram Tom Meighan: “Não tínhamos outra opção"

A banda inglesa emitiu um comunicado sobre a saída do seu vocalista. “Infelizmente tivemos de esperar que ele fosse considerado culpado para fazê-lo”

Os Kasabian emitiram um comunicado após a condenação do seu agora ex-vocalista, Tom Meighan, por violência doméstica.

O músico deu-se como culpado em tribunal, esta terça-feira, e foi condenado a 200 horas de trabalho comunitário.

"Agora que os procedimentos legais foram concluídos, podemos falar sobre a saída do Tom Meighan da banda", pode ler-se.

"Ninguém queria que isto acontecesse. Trabalhámos muito ao longo dos últimos 23 anos e tínhamos grandes planos para o nosso futuro. Estamos destroçados, mas não tivemos outra escolha que não pedir-lhe que abandonasse o grupo".

Salientando que "a violência doméstica e o abuso de qualquer tipo" são coisas "inaceitáveis", os Kasabian escrevem ainda que tiveram de adiar a saída de Meighan até que "ele fosse considerado culpado".

A banda comentou, ainda, uma publicação do seu ex-vocalista, nas redes sociais, em que este agradece aos fãs pelo apoio prestado.

"Pensámos que ele iria confessar o que fez, mas preferiu enganar muitos fãs", continuam. "Nós não somos as vítimas no meio disto tudo. A violência doméstica nunca poderá ser desculpada".