Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Johnny Depp e família em 2016: Lily Rose à esquerda

Getty Images

Johnny Depp revela que forneceu marijuana à filha quando esta tinha 13 anos

A revelação foi feita numa audiência em tribunal, esta terça-feira, quando o ator falou sobre o seu consumo de droga ao longo dos anos

Johnny Depp prestou esta terça-feira declarações a um tribunal britânico, após ter processado o jornal The Sun por este ter escrito que o ator teria alegadamente agredido a sua ex-mulher, Amber Heard.

Contudo, a sessão ficou marcada por uma confissão invulgar de Depp, ao discutir o seu consumo de drogas: o ator admitiu ter dado marijuana à sua própria filha, de 13 anos.

"Foi uma questão de segurança", justificou. "Foi um caso de um pai preocupado com a sua filha".

À altura, Lily-Rose Depp, hoje com 21 anos, terá dito ao pai que alguém lhe ofereceu um charro numa festa. "Ela disse que não sabia o que havia de fazer. E eu disse-lhe para não experimentar drogas com pessoas que não conhece", continuou o ator.

Depp teve então uma longa conversa com a filha sobre honestidade e confiança, pediu autorização à mãe de Lily - a cantora Vanessa Paradis - e ofereceu-lhe alguma da sua própria marijuana, após tê-la testado para garantir que era segura.

"Não queria que uma miúda de 13 anos se tornasse paranóica. Queria que ela confiasse em mim. Se a minha filha me disse que estava pronta, é porque estava", afirmou. "Tornei a experiência o mais agradável possível".

O assunto veio à baila, em tribunal, já que o jornal The Sun referiu-se ao consumo de drogas por parte de Depp como problemático.

O ator admitiu ter já experimentado "todas as drogas conhecidas", mas negou ter agredido Heard e voltou a justificar as suas ações em relação à filha: "pela parte que me toca, estava a ser um pai responsável", disse.