Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Donald Trump passou música de Neil Young em comícios. Neil Young respondeu à sua maneira

Em vez de processar judicialmente o presidente dos EUA, Neil Young preferiu outra solução. Para ver aqui

Neil Young publicou uma carta aberta a Donald Trump, após o presidente dos Estados Unidos ter voltado a utilizar a música do artista canadiano num comício seu, sem permissão.

"Pedi-lhe por diversas vezes para que não utilizasse a minha música, pois dá a entender que apoio as suas políticas. Mas continua a fazê-lo, nos seus encontros, sem ter em conta os meus direitos e insultando-me no Twitter", escreveu Young.

Ao contrário de outros artistas que também (ou)viram as suas canções ser utilizadas em comícios de Trump, Neil Young salientou que não irá processar o presidente.

"Visto que está a trabalhar na resposta à Covid-19 nos Estados Unidos, não irei processá-lo (como é de meu direito) para não o distrair do importante trabalho que tem em mãos, proteger e salvar vidas americanas", afirmou.

Neil Young deixou ainda um conselho a Trump: que passasse a incluir a nova versão que fez para 'Looking For a Leader', tema originalmente editado em 2006, e que contém referências ao antigo presidente dos EUA, Barack Obama, e ao movimento Black Lives Matter. Ouça-a aqui: