Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rui Veloso

Arlindo Camacho

Rui Veloso: “Sou músico, não sou cantor. Tinha uma autoestima muito baixa. Não fui talhado para isto e acabei por ser escolhido à força”

Rui Veloso confessa que a timidez sempre o acompanhou ao longo da carreira: “Se pudesse ter sucesso e não ser famoso, era o que eu mais gostava”. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Convidado do Posto Emissor, podcast da BLITZ, Rui Veloso confessou que sempre sentiu alguma timidez na hora de subir ao palco e enfrentar o público.

“Nunca liguei ao circo. Eu sou músico, não sou cantor. Nunca me preocupei com a imagem, era muito tímido e tinha uma autoestima muito baixa. Não fui talhado para isto e acabei por ser escolhido à força”, considera o músico.

Para ouvir esta resposta, siga até aos 13m 25s.

  • 40 anos do boom do rock português. 40 canções que fizeram história

    Listas

    Palavrões, riffs elétricos e toda uma nova linguagem serviram para impor a geração que se fez ouvir de 1980 em diante como diferente das que a antecederam, criando um momento único na história da música portuguesa. Alinhámos 40 canções num mural em que expomos o retrato do rock nacional de há 40 anos. Dos célebres Xutos & Pontapés, GNR, UHF e Rui Veloso aos esquecidos Opinião Pública, Damas Rock, Grupo de Baile ou PizoLizo