Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

DJ Carl Cox defende que as festas ilegais “não são a resposta” para a pandemia

Cox, um dos mais experientes DJ do mundo, atribui a “frustração dos jovens” à proibição de festivais e ao fecho dos clubes noturnos

O veterano DJ britânico Carl Cox, um dos pioneiros da música techno e house, defende que as 'raves' ilegais que têm proliferado no seu país resultam da frustração dos jovens pela proibição de festivais e o fecho dos clubes noturnos em virtude do contexto de pandemia.

À Sky News, o pioneiro do techno afirma compreender a frustração do público, mas sublinha que as festas ilegais não podem ser consequência da mesma. "Acontecem porque as pessoas querem mostrar que têm o direito de fazer o que bem entendem, mas não são a resposta".

Recorde-se que recentemente ocorreram em Manchester várias raves ilegais, denominadas "raves da quarentena" ou "festas covid", tendo-se registado nas mesmas uma morte por suspeita de overdose, uma violação e três esfaqueamentos.