Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Manel Cruz (Ornatos Violeta) ao vivo no Mosteiro da Batalha. Veja aqui o concerto

No passado sábado, Manel Cruz atou no Festival Artes à Vila, um evento sem público, no Mosteiro da Batalha. O concerto, com 22 canções, cinco delas novas, pode ser visto aqui

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Manel Cruz foi um dos protagonistas do festival Artes à Vila, que aconteceu no passado sábado, 27 de junho, no Mosteiro da Batalha.

Além do músico do Porto, tocaram no evento sem público Luís Portugal, vocalista dos Jafumega, e O Gajo.

Elogiando a beleza do cenário, Manel Cruz brincou com a ausência de espectadores - "Olha uma barata!", diz a certa altura. "Tenho público, afinal!" - e apresentou 22 canções, cinco delas novas e algumas escritas durante a quarentena, sozinho em palco.

No final, juntou-se a Luís Portugal e à sua banda e a' O Gajo para recordar a canção gravada com o projeto Ovo.

A atuação de Manel Cruz começa pelas 2h 13m; o autor de 'O Navio Dela' regressa para a segunda parte do seu concerto pelas 3h 49m.

Veja aqui o alinhamento do espetáculo, que ficou marcado igualmente pelo momento em que o artista canta, com a luz de uma lanterna apontada à cara e sem qualquer instrumento, o tema 'Cenário Perfeito' (pelas 2h 26m).

2h13m

Como um Bom Filho do Vento
Meu Amor Está Perto
Quem Sabe
Acordou (canção nova)
Pode Beijar a Noiva (canção nova)
Cenário Perfeito
Entre as Pedras
Cães e Ossos
Desce à Cama
Canção nova

3h49m

Beija-Flor
O Navio Dela
Reencontro
Não Te Interessa Pensar
Sonho e Forma (canção nova)
Devagar
Onde Estou Eu
Vida Nova
Lágrimas São Para Correr (canção nova)
Canção de Embalar
Canção da Canção da Lua
Ovo