Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

“Prefiro adoecer e até morrer. Se alguns tiverem de se sacrificar, tudo bem”. As palavras polémicas de um veterano do rock

Quer voltar a dar concertos a todo o custo e escreveu um texto que começa assim: “Vou proferir uma declaração radical. É algo difícil de dizer sem agitar as coisas”. Foi vocalista dos Van Halen

Sammy Hagar, antigo vocalista dos Van Halen, quer voltar a dar concertos - mesmo que isso coloque em risco a sua vida.

"Não me importo de dar um concerto antes de haver uma vacina", afirmou, em declarações à Rolling Stone. "Vou proferir uma declaração radical. É algo difícil de dizer sem agitar as coisas. Prefiro adoecer e até morrer".

"Temos que salvar o mundo e este país desta crise económica que, a longo prazo, irá matar mais pessoas. Prefiro que toda a gente regresse ao trabalho. Se alguns tiverem de se sacrificar, tudo bem", continuou.

"Morrerei pelas minhas crianças e pelos meus netos, para que tenham uma vida próxima da vida que eu tive neste país maravilhoso. É assim que me sinto".

O músico esclareceu, no entanto, que não irá "andar por aí a espalhar a doença". "Mas pode chegar uma altura em que tenhamos de nos sacrificar", disse. "Lamento dizer, mas vamos todos morrer".