Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

LLUIS GENE/Getty Images

Um concerto para 2300 plantas. Aconteceu em Barcelona

Sem distanciamento social, mas também sem humanos

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

A ópera de Barcelona reabriu ontem portas para acolher um concerto muito especial.

Na plateia, ao invés de espectadores "sentaram-se", naquele que foi o primeiro espetáculo na sala em mais de três meses, cerca de 2300 plantas domésticas.

Segundo a organização do espetáculo, citada pela agência Reuters, a intenção da iniciativa foi convidar a uma reflexão sobre a condição humana em tempo de covid-19 e sobre o papel dos espectadores enquanto sujeitos passivos.

"A natureza ocupou os espaços que lhe roubámos", afirmou Eugenio Ampudio, produtor executivo do espetáculo, depois do ensaio. "Será que conseguimos alargar a nossa empatia? Vamos começar com a arte e a música, neste belo teatro, convidando a natureza".

As plantas serão doadas aos profissionais de saúde de Espanha, um dos países mais afetados pela pandemia de covid-19, que decretou o fim do estado de emergência no passado domingo.

Em palco esteve um quarteto de cordas tocando "Crisantemi", de Giacomo Puccini.