Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Paul McCartney quer acabar com obrigatoriedade de comer carne nas escolas inglesas

"Ninguém precisa de comer carne", escreve Paul McCartney, defendendo o mesmo em relação ao peixe e aos laticínios

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Paul McCartney defende que deixe de ser obrigatório servir às crianças das escolas inglesas refeições compostas por carne, peixe e laticínios.

Numa carta enviada ao Secretário da Educação, Gavin Williamson, o músico e as suas filhas, Stella e Mary, escrevem: "Ninguém precisa de comer carne, pelo que não devia ser obrigatório servi-la nas escolas. Chegou a hora de rever a alimentação disponibilizada nas escolas para ajudarmos o planeta, pouparmos os animais e promovermos a alimentação saudável".

A campanha para mudar o regime alimentar das escolas é promovida pela PETA, depois de, em 2019, uma sondagem ter revelado que 70% das crianças britânicas gostariam de encontrar mais refeições vegan nos refeitórios das suas escolas.

Paul McCartey, que no passado dia 18 de junho celebrou 78 anos, é vegetariano desde 1975.