Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Márcia, Beatriz Gosta

“Bora falar de depressão e suicídio, sim!” Artistas portugueses alertam para a importância da saúde mental

No fim de semana em que morreu o ator Pedro Lima, figuras da música e do espetáculo em Portugal partilharam mensagens sobre a importância da saúde mental. “Quem procura ajuda é porque tem a força de reconhecer que a tristeza faz parte da vida, porque as lágrimas não têm fim quando se chora sozinho”

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

"Bora falar de depressão e suicídio, sim!". O apelo é deixado no Instagram da humorista Beatriz Gosta (aka Marta Bateira), e reflete-se nas publicações de outras figuras do mundo da música e do espetáculo.

"Se até agora não falar de depressão e suicídio não impediu que os números aumentassem, bora adotar uma estratégia diferente, bora esclarecer, informar e falar sobre essa doença, essa realidade para que quem a vive, não se sinta só e incompreendido e não tenha vergonha de pedir ajuda", argumenta a rapper que, em palco com Capicua, assume a identidade de M7.

Também a cantora-compositora Márcia escreveu uma mensagem sobre a importância de não estigmatizar os problemas de saúde mental. "Não sabemos nada dos outros. Apressamo-nos a julgar, a ver o outro sem nos pormos no seu lugar. Cedemos à mentira social de que só (re)conhecemos o lado solar da vida, e nunca o lado oposto", lamenta Márcia. "Quando eu era miúda, ir a um psicólogo era conotado como maluquice, e procurar ajuda era sinónimo de fraqueza. Hoje sabemos que quem procura ajuda é porque tem a força de reconhecer que a tristeza faz parte da vida, porque as lágrimas não têm fim quando se chora sozinho".

"Enquanto não reconhecermos que os momentos de tristeza são parte da vida, vamos sempre aumentar o fosso de solidão de quem está a passar um momento mau. Se isto vos parece uma mensagem triste; não é. É uma mensagem de esperança e de coragem a quem se reveja no que escrevo. Porque não sabemos nada dos outros, mas importa sabermos de nós mesmos".

As mensagens foram publicadas no fim de semana que ficou marcado pela morte do ator Pedro Lima, encontrado sem vida na praia do Abano, em Cascais. Pedro Lima tinha 49 anos e a sua morte foi lamentada por numerosas figuras do mundo do espetáculo.