Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

O essencial novo álbum de Arca. O corpo, o espírito, a arte

Tal como o seu corpo, a criatividade de Arca está em constante mutação. “KiCk i” não é apenas mais um capítulo na vida da artista venezuelana, é o momento em que a arte se funde de vez com ela

A possibilidade de encontrarmos beleza na imperfeição é incomensurável. Poucos o saberão tão bem quanto Arca, artista venezuelana que, ao longo da última década, tem vindo a despir, camada após camada, o corpo e a alma para nos deixar vislumbrar os cantos mais recônditos da sua existência. “KiCk i” é mais um passo seguro num labirinto que percorremos sem guia e às apalpadelas, tentando encontrar um caminho que, no fundo, sabemos bem que não nos vai levar a quaisquer saídas.

Qual aranha no limite da teia, Alejandra Ghersi (nascida Alejandro Ghersi) esmera-se, dando largas à sua ilimitada criatividade, para atrair novamente um verdadeiro séquito de desejosas vítimas, aqui descomandado, sem medos nem reservas, por uma rosa dos ventos atípica. Não há norte, sul, este ou oeste que resistam aos sopros de vida de Björk, Rosalía, Sophie ou Shygirl. Quatro gigantes vozes em quatro misteriosos duetos.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler. Para aceder a todos os conteúdos exclusivos do site do Expresso também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso.

Caso ainda não seja assinante, veja aqui as opções e os preços. Assim terá acesso a todos os nossos artigos.