Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Acusado de corrupção o juiz que mandou prender baixista dos Queens of the Stone Age no Rock in Rio

O episódio remonta a 2001: Nick Oliveri tocou nu no Rio de Janeiro, um juiz assistia ao concerto na tribuna VIP e tomou medidas. Agora é o magistrado que está em maus lençóis

O juiz brasileiro Siro Darlan, que mandou prender o baixista Nick Oliveri (à altura ainda nos Queens of the Stone Age) após um concerto no Rock In Rio, foi acusado de corrupção.

Darlan, hoje juiz desembargador, terá vendido várias decisões judiciais juntamente com o seu filho e um sócio deste, de acordo com o portal R7.

Segundo Luís Felipe Salomão, ministro do Supremo Tribunal de Justiça, existia uma "estrutura criminosa organizada destinada à comercialização de decisões judiciais no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, que aparenta ter em seu núcleo decisório o Desembargador Siro Darlan de Oliveira".

O nome de Siro Darlan tornou-se conhecido dos fãs de rock quando, em 2001, mandou prender Nick Oliveri após este ter tocado inteiramente nu no Rock In Rio.

Para o juiz, a postura do baixista configurava "um ato obsceno". Oliveri foi detido e solto na mesma noite, explicando a Darlan que "no meu país, [andar nu] não é problema" e "toda a gente anda nu na época do carnaval, pensei que não havia problema".