Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Facebook Legendary Tigerman

Legendary Tigerman despede-se do seu primeiro manager internacional, falecido no passado sábado

O adeus de Paulo Furtado a Marc Zermati, também um dos dos criadores do festival punk de Mont-de-Marsan. “Há algumas histórias entre nós que me fazem sorrir, muitas outras provocam gargalhadas e uma delas põe-me muito triste. Prefiro contar uma das engraçadas”

Paulo Furtado (Legendary Tigerman) prestou homenagem ao seu primeiro manager internacional, Marc Zermati, falecido no passado sábado aos 75 anos.

No Facebook, o músico português partilhou uma publicação onde afirma que "há algumas histórias entre nós que me fazem sorrir, muitas outras provocam gargalhadas e uma delas põe-me muito triste". "Prefiro contar uma das engraçadas", acrescentou.

"Quando dei o meu primeiro concerto em França, houve uma conferência de imprensa após o concerto. A dada altura, um jornalista perguntou-me quem é que eu pensava que era: 'um artista branco português a cantar blues? Isso é estúpido, não faz sentido'".

"O Marc levantou-se, agarrou-o pelo pescoço e atirou-o para a rua, no meio da chuva. Fechou a porta e perguntou: "Alguém tem mais perguntas?".

Zermati, falecido aos 75 anos, foi também um dos organizadores de dois (lendários) festivais de música punk ocorridos na comuna de Mont-de-Marsan, nos anos 70.

Zé Pedro, falecido guitarrista dos Xutos & Pontapés, esteve presente num desses festivais - tendo garantido em entrevista à BLITZ que o mesmo mudou a sua vida.