Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Oderus Urungus, dos Gwar

Gary Miller/Getty Images

30 mil pessoas querem substituir a estátua de um general racista por uma do falecido vocalista de uma banda de metal

Norte-americanos pedem para serem removidas estátuas de figuras históricas abertamente racistas. Uma poderá ser substituída por um músico de heavy metal

30 mil pessoas assinaram uma petição que tem como intuito fazer com que a estátua do general norte-americano Robert E. Lee, que participou na guerra civil, no século XIX, enquanto soldado dos Estados Confederados, seja substituída por uma outra do falecido líder da banda de metal Gwar, Oderus Urungus.

O governador do estado da Virgínia anunciou, na semana passada, que pretendia remover a estátua de Lee da cidade de Richmond e logo um ex-elemento dos Gwar, a bailarina e cantora Danielle Stampe, sugeriu que fosse substituída por uma de Dave Brockie, mais conhecido como Oderus Urungus, falecido em 2014.

A banda formou-se precisamente em Richmond no ano de 1984 e foram muitas as pessoas que juntaram o seu nome a uma petição que se tornou viral depois de Stampe partilhar uma imagem de Urungus no lugar onde está a estátua do general.

"Robert E. Lee era um general de guerra falhado que apoiava causas racistas. Há demasiado tempo que a cidade de Richmond tem exibido estátuas dele e de outros veteranos falhados da guerra civil", lê-se no texto que acompanha a petição, "nós, a escória do universo, pedimos à cidade de Richmond que erija uma estátua do grande líder local Oderus Urungus no seu lugar".

Recorde-se que os manifestantes da causa Black Lives Matter já destruíram estátuas do navegador Cristóvão Colombo e do político Jefferson Davis em Richmond. Veja abaixo o vídeo de um dos elementos dos Gwar a visitar a estátua de Lee e a comunicar a existência da petição.