Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Taylor Swift incita à retirada de monumentos históricos de “figuras desprezíveis”

Taylor Swift pede a remoção de qualquer monumento que homenageie “personalidades racistas que fizeram coisas más”

Taylor Swift apelou à retirada de monumentos que "celebrem personalidades racistas que fizeram coisas más", no seu estado-natal, o Tennessee.

A cantora apontou sobretudo às estátuas de Edward Carmack e Nathan Bedford, sendo que a primeira foi removida à força por manifestantes, na semana passada.

"O estado do Tennessee prometeu substituí-la. Só para que saibam, [Carmack] era um supremacista branco, editor de um jornal que publicou editoriais pró-linchamento. Recuperar a sua estátua é um desperdício de fundos estaduais e de oportunidade para fazer o que é certo", escreveu, nas redes sociais.

"[Já] Nathan Bedford foi um esclavagista brutal e o primeiro grande líder do Ku Klux Klan. Durante a Guerra Civil, massacrou dezenas de soldados negros da União, em Memphis".

"Derrubar estátuas não irá resolver os séculos de opressão, violência e ódio que os negros tiveram de suportar", continuou. "Mas é um pequeno passo de forma a garantir que todos os cidadãos do Tennessee se sentem seguros, e não só os brancos. Vilões não merecem estátuas".