Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Centenas de nomes da música pedem acesso ao cadastro da polícia de Nova Iorque

Carta aberta pede o desbloqueio do estatuto 50-A, que protege polícias da divulgação do seu cadastro disciplinar

Centenas de nomes da indústria da música, incluindo estrelas como Rihanna, Ariana Grande e Billie Eilish, assinaram uma carta onde exigem a revogação do estatuto 50-A.

Esta lei do estado de Nova Iorque impede que os cadastros disciplinares das forças de autoridade sejam revelados ao público, e as vozes a pedir a sua revogação têm aumentado na sequência da morte de George Floyd.

"Temos que responsabilizar aqueles que violam o seu juramento de proteger e servir, e encontrar justiça para os que são vítimas da sua violência", pode ler-se, na carta.

O acesso ao cadastro disciplinar de polícias é descrito pelos signatários como "indispensável", e a carta será agora enviada ao Governador do estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, que nos últimos dias tem proposto reformular o estatuto 50-A.

Um passo que estas figuras alegam não ser suficiente: "Sem que seja revogado, este estatuto continuará a ser usado para bloquear a justiça", escrevem.