Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Revelados crimes de ódio racista cometidos pelo ator Mark Wahlberg

Homenagem do ator a George Floyd levou a internet a recordar incidentes antigos. Por duas vezes, Wahlberg esteve envolvido em atos de violência racista

O ator Mark Wahlberg está a ser alvo de duras críticas, após ter mostrado o seu apoio ao movimento Black Lives Matter, nas redes sociais.

Em causa está o facto de, na adolescência, Wahlberg ter sido por duas vezes julgado e condenado por crimes de ódio racial.

Em 1986, com 15 anos, o ator atirou pedras e gritou palavras de ódio contra um grupo de crianças negras, o que lhe valeu uma injunção por parte de um tribunal norte-americano.

Dois anos mais tarde, Wahlberg foi detido após atacar dois homens vietnamitas, a meio de um assalto. Um dos homens foi agredido com uma vara de madeira e o outro foi esmurrado pelo ator, que também os insultou com epítetos raciais.

Inicialmente acusado de homicídio na forma tentada, o ator acabou por ver a sua acusação reduzida para um crime de desrespeito, e foi condenado a passar dois anos numa casa de correção. Contudo, seria libertado 45 dias depois.

Desde que se tornou famoso, primeiro como músico e mais tarde como ator, Wahlberg pediu desculpa por esses dois incidentes em diversas ocasiões - mas nem isso demove os seus críticos.

"Se ainda não sabem o que é o privilégio branco, o Mark Wahlberg cometeu crimes de ódio, tem uma secção na Wikipedia dedicada aos mesmos, e nunca falamos sobre isso", comentou um utilizador do Twitter.