Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

"Nunca me senti desejada". Billie Eilish fala sobre a sua relação com o corpo

A jovem continua a partilhar as suas reflexões sobre a importância do corpo e da autoestima

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Billie Eilish deu uma entrevista à revista GQ, na qual fala sobre a insegurança que sente em relação ao seu corpo, confessando que por vezes se sente "aprisionada" pela persona que criou.

"Às vezes visto-me como um rapaz. Às vezes visto-me como uma rapariga cheia de swag. E às vezes sinto-me aprisionada pela persona que criei, porque nem sempre me parece que olhem para mim como uma mulher".

Billie Eilish afirma que esta foi a razão pela qual partilhou um vídeo confessional com os fãs, na última digressão. "Nesse vídeo eu digo: 'por baixo destas roupas há um corpo que vocês não veem. Não é uma pena? Mas o meu corpo é o meu corpo e o vosso é o vosso. Os nossos corpos são a única coisa que temos que é realmente nossa. Vejo-o e mostro-o quando quero'".

"Eis algo chocante: nunca me senti desejada. Os meus antigos namorados nunca me fizeram sentir desejada. Nenhum deles. E é uma coisa importante na minha vida, sentir que nunca fui desejada fisicamente por ninguém. Por isso visto-me como me visto porque não gosto de pensar que vocês estão a julgar o meu corpo ou o seu tamanho", argumenta ainda.

A decisão não é, porém, estanque, admite Billie Eilish: "Não quer dizer que um dia não acorde e decida vestir um top, o que até já fiz. [Mas] se faço isso, de repente as minhas mamas estão trending no Twitter. O que não tem problema - elas são bonitas".