Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Apesar de estar próximo de um partido racista, Morrissey tentou aderir ao 'blackout'. Correu mal

Não está esquecida a proximidade do ex-Smiths à extrema-direita. E não há 'post' bem-intencionado que o redima, por estes dias

Morrissey juntou-se esta terça-feira ao protesto em grande escala da indústria musical, que decretou um blackout em solidariedade para com o movimento "Black Lives Matter".

Contudo, a decisão do músico britânico foi fortemente criticada, nas redes sociais, visto que muitos não esqueceram o apoio dado por Morrissey ao partido de extrema-direita For Britain, e as declarações mais controversas do ex-Smiths - que, no passado, declarou "o fim da civilização" por causa do sotaque de Sadiq Khan, muçulmano e presidente da câmara de Londres.

"Tu apoias a extrema-direita do For Britain e a Anne-Marie Waters [líder do partido]. És parte do problema", pode ler-se num dos tweets dirigidos a Morrissey. Veja as reações: