Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

“Uma piada, um mentiroso e um cancro”. Donald Trump descrito por Adam Lambert

Palavras fortes do cantor norte-americano sobre o presidente dos Estados Unidos

Adam Lambert teceu duras críticas a Donald Trump, na sequência dos muitos protestos contra a morte de George Floyd às mãos da polícia.

Num par de mensagens publicadas no Instagram, o vocalista dos Queen urge os seus fãs a "não dizer aos negros o que sentir, como protestar ou como lamentar" a morte de Floyd.

"Estou a ler os comentários a esta publicação e estou chocado pela quantidade de comentários ignorantes, de direita, e insensíveis que se transformam em argumentos negativos", continuou.

"Uma coisa é ter uma opinião, mas há alguns entre vós que já não são bem-vindos ao meu feed".

Esclarecendo que não é a favor "da violência e da destruição", Lambert acrescenta que apoia "o direito a estar furioso".

"No que toca a direitos humanos, recuso-me a apoiar qualquer oposição. Todos os que responderem com 'todas as vidas são importantes' a 'AS VIDAS DOS NEGROS SÃO IMPORTANTES' é um imbecil. Já deviam saber que isso é problemático. E se não o sabem, parem de ler os meus posts e eduquem-se".

"Mais: o Trump é uma piada. Ele que se lixe. Estou-me nas tintas para que partido apoiam, mas esse homem não é um líder; é um perigo, um mentiroso e um cancro", rematou.