Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

David Guetta

David Guetta transformou o discurso 'I Have a Dream' de Martin Luther King Jr. em música de dança. E ninguém o perdoa

O produtor francês David Guetta tentou associar-se ao movimento "Black Lives Matter" mas saiu-lhe mal

David Guetta resolveu associar-se ao movimento antirracista "Black Lives Matter" e transformou o histórico discurso "I Have a Dream" do líder norte-americano dos direitos civis Martin Luther King Jr. numa música eletrónica. Rapidamente as críticas choveram.

Como forma de mostrar o seu apoio ao movimento, que tem saído para as ruas de várias cidades dos Estados Unidos na sequência da morte do afro-americano George Floyd às mãos da polícia, Guetta resolveu mostrar a sua remitira durante uma atuação em direto no YouTube no passado fim de semana.

"Ontem fiz uma gravação especial em homenagem a George Floyd", esclareceu o produtor, "espero sinceramente que consigamos encontrar mais união e mais paz num momento em que as coisas já são tão complicadas".

Além de vários seguidores comentarem que a família de Martin Luther King Jr. raramente permite que o discurso seja utilizado, outros acusaram Guetta de ter tido uma atitude "preguiçosa" e até "criminosa": "foram cometidos vários crimes contra as minhas pessoas este fim de semana, mas o David Guetta a remisturar 'I Have a Dream' é um dos piores", escrever um jornalista da Rolling Stone.