Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Halsey foi alvejada em manifestação em Los Angeles

A cantora Halsey manifestava-se em defesa de George Floyd quando foi atingida por uma bala

Halsey foi atingida por uma bala de borracha, estilhaços e gás lacrimogéneo, enquanto participava num protesto do movimento Black Lives Matter em Los Angeles, no sábado passado.

A cantora revelou o sucedido com uma série de fotografias nas stories do Instagram, onde contou aquilo por que passou.

"Estávamos a protestar pacificamente, com as mãos no ar, sem nos mexermos ou sem ultrapassarmos a linha" definida pelas autoridades, explicou.

"[A polícia] disparou balas de borracha e lançou gás lacrimogéneo por diversas vezes, em cidadãos que não estavam a provocá-los. A maioria estava apenas a rogar-lhes para que tivessem empatia, para que reconsiderassem a sua humanidade, a história e o futuro da nossa nação".

Garantindo que irá voltar a tomar parte dos protestos, Halsey afirmou ainda que as lesões que sofreu poderiam ter sido bem piores. "Se tivesse sido atingida à queima-roupa, teria ficado gravemente ferida", contou.

A cantora deixou também um repto aos seus seguidores, para que se juntassem aos manifestantes: "a realidade daquilo que acontece diariamente aos negros é bem pior que a minha ferida. Envolvam-se. Assinem. Façam doações. Partilhem links. Façam algo", completou.

Mais tarde, Halsey publicou uma outra mensagem, desta feita no Twitter: "ignorem aquilo que os média escrevem sobre celebridades, por favor. Envolvam-se com aquelas de quem são fãs, mas foquem-se na mensagem".

"Não deixem que os média distorçam a reputação da vossa geração, fazendo crer que se preocupam mais com pessoas famosas que com as vidas dos negros", rematou.