Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Billie Eilish: “Se ouvir mais um branco dizer que todas as vidas são importantes, vou perder a cabeça”

O longo ‘post’ inflamado de Billie Eilish em reação à morte de George Floyd, que terminou com as hashtags #blacklivesmatter e #justiceforgeorgefloyd

Billie Eilish reagiu, no Instagram, à morte de George Floyd, mais uma vítima de violência policial nos Estados Unidos.

A cantora insurgiu-se especificamente contra quem clama que "All Lives Matter" ("todas as vidas são importantes"), por oposição a "Black Lives Matter" ("as vidas dos negros são importantes"), lema que já se tornou num largo movimento social.

"Se ouvir mais um branco dizer que todas as vidas são importantes, vou perder a cabeça", escreveu. "Calem o raio da boca. Isto não é sobre vocês. Parem de fazer com que tudo gire à vossa volta".

"Se todas as vidas são importantes, porque é que os negros são assassinados só por serem negros?", continuou. "Porque é que os imigrantes são perseguidos? Porque é que aos brancos são dadas oportunidades que as pessoas de outras raças não têm?".

Ao texto, Eilish acrescentou ainda as hashtags #blacklivesmatter e #justiceforgeorgefloyd. Leia-o aqui:

São já muitas as vozes do mundo da música a pedir justiça para George Floyd, uma das mais recentes vítimas de violência policial nos Estados Unidos. Veja aqui os depoimentos de Beyoncé, Lady Gaga, Dr. Dre ou Rihanna.

Várias editoras e figuras da indústria musical anunciaram um blackout nas redes sociais, em solidariedade para com a comunidade negra nos Estados Unidos.

A Warner, a Universal, a Dirty Hit e outras labels traçaram um plano cujo mote é "desligar-se do trabalho e reconectar-se com a comunidade", durante um dia.