Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Vocalista dos The 1975 acusado de se promover às custas da morte de George Floyd

A polémica estalou e Matty Healy desativou o Twitter

O vocalista dos 1975, Matty Healy, apagou a sua conta no Twitter após ter sido acusado de se promover às custas da morte de George Floyd.

Tudo começou quando o músico partilhou uma mensagem de apoio ao movimento "Black Lives Matter", juntando-lhe uma canção da sua banda, 'Love It If We Made It', que contém versos sobre violência policial contra negros.

A inclusão de uma canção sua levou a várias críticas, havendo quem acusasse Healy de querer promover os 1975 a meio de uma tragédia.

Antes de "desaparecer" do Twitter, o músico acabaria por pedir desculpas, justificando-se: "a canção versa literalmente sobre esta situação asquerosa, e fala mais eloquentemente do que eu o poderia fazer".