Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Madonna considera o assassinato de George Floyd “a coisa mais doentia e devastadora que vi em muito tempo”

Novo incidente de brutalidade policial contra a comunidade negra nos Estados Unidos indignou Madonna

Madonna criticou duramente mais um episódio de violência policial ocorrido esta semana nos Estados Unidos, contra um indivíduo afro-americano.

George Floyd, advogado, morreu na passada segunda-feira após ter sido detido por suspeitas de falsificação.

O vídeo da sua detenção, que já se tornou viral nas redes sociais, mostra um agente da polícia ajoelhado em cima do seu pescoço. No vídeo, Floyd alega que não consegue respirar.

"Ver este polícia a sufocá-lo, com o joelho no seu pescoço, algemado e indefeso, a chorar pela vida com a cara espalmada no chão... É a coisa mais doentia e devastadora que vi em muito tempo", escreveu Madonna, no Instagram.

"Este agente sabia que estava a ser filmado e assassinou-o com arrogância e orgulho. Isto tem que parar. Enquanto não conseguirmos superar o racismo na América, ninguém devia ter o direito de andar com uma arma".

"Rezo para que um dia isto acabe. Até lá, que se lixe a polícia. Não me interessa ser politicamente correta. Interessa-me a justiça", rematou.